Páginas

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Diario de Aveiro online

com novo site. Mais noticias por edição, um grande melhor. Mas alguém já lhes disse que estamos na era do "share"???? Que aumenta a influência da marca?

Viseu está triste... São João da Madeira lembrou-se primeiro...

Viseu está triste... São João da Madeira lembrou-se primeiro... numa manobra de alta velocidade, a Câmara Municipal de São João da Madeira lembrou-se de pedir a escolas e associações para decorar as rotundas do concelho e fez um concurso para apurar as mais bonitas...

Como é que Viseu, considerada a capital das rotundas, se esqueceu desta? Aveiro sempre muito à frente!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Uma péssima noticia para Aveiro!

Tão bonita a imagem... ficou por ai...
Automóvel: Nissan suspende investimento de 156 milhões na fábrica de baterias em Aveiro Lisboa, 12 dez (Lusa)

A Nissan vai suspender a fábrica de baterias em Aveiro para os seus carros elétricos, um dos últimos investimentos estrangeiros anunciados pelo ex-primeiro-ministro José Sócrates. Em declarações à Lusa, o porta-voz da Nissan, António Pereira-Joaquim, disse que a administração da aliança Renault-Nissan "decidiu suspender a fábrica de baterias elétricas em Portugal porque, após análise detalhada do plano de negócios, chegou à conclusão que as quatro fábricas espalhadas por todo o mundo seriam suficientes para os objetivos ". O anterior primeiro-ministro José Sócrates tinha lançado a 11 de fevereiro a primeira pedra da fábrica de baterias para carros elétricos da Nissan em Cacia, Aveiro, que representaria um investimento de 156 milhões de euros e a criação de 200 postos de trabalho.
(Retirado da Visão Online)

-----

E como Aveiro perde uma fábrica, 200 postos de trabalho e ganha uma primeira pedra para nada... Triste dia para Aveiro

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Podem apoiar o que decidimos?


As freguesias tentam por todos os meios lutar pelo direito a sua existência. Vai ser óbvio ver que a maioria do eleitos locais (assembleias de freguesia e executivos de freguesia) irão aprovar votos contra o fim de cada uma das freguesias. Se calhar sem ouvir os fregueses...

ou então, fazendo como faz a vera cruz! Primeiro decide que é contra e depois discute publicamente e dá conhecimento que é contra aos habitantes da freguesia!

Aqui está a maravilha da democracia representativa!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Novo diretor do Museu de Aveiro

Segundo notícias hoje nos jornais, Paulo César Barreto Aquino dos Santos é o director nomeado para o Museu de Aveiro. Licenciado em História, na variante de Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1994), tem experiência nas áreas da conservação e restauro na área da Talha Dourada, tendo passado pela Câmara de Sever do Vouga, pela Direcção Regional de Coimbra do IPPAR e pela Direcção Regional de Cultura do Centro. Trabalhou na recuperação do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, no Mosteiro de Semide, foi coordenador científico da intervenção arqueológica no Mosteiro da Batalha e no Mosteiro de Lorvão. Desde 2009 integra a equipa técnica que trabalha na musealização da Igreja da Sé Nova e da Igreja de Santa Cruz de Coimbra e tem experiência em diversas acções com vista à candidatura de projectos e obras ao QREN. Nomeação publicada em Diário da República. É nomeado em regime de comissão de serviço por três anos, renovável por iguais períodos de tempo.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

portagens na A25 com valores fixados

já está disponível aqui os valores a pagar nas portagens a partir desta quinta-feira. Outra das novas auto-estradas com portagem, a A25, vai custar 15,65 euros a quem entrar no início, em Aveiro, e sair no fim na fronteira de Vilar Formoso, numa extensão de 173 quilómetros. Se seguir pela A24, de Viseu até ao seu final, larga 14 euros...

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Finalmente!

Estou contente que Assembleia Municipal tenha decidido agir: dia 14 de Dezembro a Assembleia Municipal de Aveiro vai reunir em Sessão Extraordinária, pelas 20.00 horas, no seu edifício sede, para debater a Desactivação da Linha do Vouga e a Defesa da Reabilitação e Recuperação do troço Aveiro/Águeda.

A Comissão Permanente da Assembleia Municipal de Aveiro decidiu convocar uma Sessão Extraordinária deste órgão autárquico tendo como ponto único o “Debate sobre a desactivação do troço Aveiro/Águeda da linha do Vouga; Moção”.

FINALMENTE alguém de Aveiro vai dar a sua opinião. Alguém eleito...

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

A Thousand Bikes



A Thousand Bikes

Bicicletas são como as mulheres. Belas e com curvas, diferentes, subtis. Algumas com mudanças complicadas, outras simples, pegar e andar. Umas belas e únicas. Outras produzidas em série. Umas dos mais nobres e caros materiais, outras do mais simples que aparece. Umas por quem vale a pena lutar, outras que deixamos por ai...

É assim que está descrito um novo blog, recentemente criado, do qual sou co-editor.
A missão: 1000 bicicletas... Uma por dia!!!

Da minha parte contribuirei com as portuguesas, maioritariamente aveirenses, mas tentando arranjar exemplares de outros sítios que visite (ou tenha visitado).



segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Miguel Fernandes (CDS) renunciou ao mandato em Aveiro

O vereador Miguel Soares Fernandes renunciou hoje ao mandato, num comunicado enviado aos principais meios de comunicação social e também comunicado ao executivo liderado por Élio Maia. Foi o final de um processo conturbado e segundo ele foi a "única solução possível para impedir a tentativa perversa e anti-democrática da instrumentalização política" da sua pessoa "para fins partidários e ilegítimos".

noticia desenvolvida no Noticias de Aveiro.

Resultado disto? A dias de ser votada uma decisão sobre a questão (levantada por ele e por Ana Vitória Neves) da legalidade do despacho de Élio Maia, a renúncia de Miguel Soares Fernandes deixa de novo a maioria nas mãos de Élio Maia, com a entrada no executivo de Maria Teresa Cabral Figueiredo Rebocho Christo (educadora de infância), se esta aceitar (que era a oitava da lista e terceira do CDS).

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Cerimónia de Abertura do Ano Letivo

Em teste de software, vou tentar transmitir aqui  cerimónia de abertura do ano letivo


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Madeira

As eleições da Madeira voltaram a coroar Alberto João Jardim como o vencedor. Manteve a maioria absoluta e quem foi votar castigou quem passou aos madeirenses um atestado de estupidez. É um erro, conhecido dos manuais, actuar com sobranceria perante um grupo porque as pessoas tendem para se protegerem enquanto grupo. Foi o que aconteceu na Madeira. Aos avisos do PS sobre os erros e as asneiras, a resposta foi: a pior votação do PS Madeira.   Já o CDS passou uma imagem sensata, onde penas Paulo Portas foi ao limite, lembrando que a Madeira não podia continuar pelo mesmo caminho. Resultou. O CDS é a segunda força na ilha.
Quanto ao resto, só estranha quem anda desatento. O eleitorado de esquerda é MESMO de esquerda por lá e o estilo José Manuel Coelho, das presidenciais, mantém-se. Se tinha tido tantos votos há um ano, agora manteve os que interessava para eleger um novo partido a quarta força política e com 3 deputados. O resto dos resultados? PND e CDU estão nos 3 por cento, mostrando que mantiveram o seu estilo e eleitores, e o PAN (o partido dos animais) e o MPT têm também um deputado. Ora, dos 9 partidos concorrentes às eleições madeirenses, adivinhem quem foi o último? Adivinhem qual foi o único partido que não conseguiu eleger UM ÚNICO DEPUTADO? Sim, foi o Bloco de Esquerda... comido no seu próprio estilo por quem tem mais arte...

Tanta coisa...

Ilustração original dos Amigos da Avenida
Câmara municipal de Aveiro vai recuar no caso do Alboi...  Mas não recua no resto do Parque da Sustentabilidade. Veremos na próxima semana!

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Bienal de Cerâmica


Na Praça do Peixe

Se o objectivo era promover a Bienal... tá feito. SIC, TVI, Correio da Manhã... todos falaram no das Caldas... ;) 

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Reforma da Administração Local (parte I)

O ministro Miguel Relvas já fez publicar o livro verde para a Reforma da Administração Local. É um documento de trabalho mas tem alguns pontos muitos específicos que interessam a Aveiro.

No sector empresarial local... ok, são meia dúzia de propostas que não têm valores, volumes e que, por isso, não podem ser colocadas em questão.
No que respeita à organização do território, consagra o modelo que a anterior coligação PSD/CDS criou e que em bom tempo o Eng Ribau Esteves fez crescer: comunidades intermunicipais que contratam com o estado serviços e volume financeiro para o realizar.
Também no que diz respeito à organização do território, refere a diminuição das freguesias (em concreto) e deixa de lado, incentivando, a questão dos municípios. "Neste momento, incentivar a fusão de Municípios, tendo como base a  identidade e a continuidade territoriais, sem prejuízo de uma fase posterior da
definição de um novo quadro orientador da alteração do mosaico municipal" é o que está no documento.

Em relação às freguesias, e não tendo nas mãos o quadro tipo do nosso município, os critérios que estão definidos são os seguintes: 6 freguesias AMU, 6 freguesias APU e 2 APR (as siglas são as classificações de área maioritariamente urbana, predominantemente urbana e predominantemente rural). Tendo em conta que o munícípio, por ter 80 mil habitantes e devido à densidade populacional de 400h/km2 fica com o nível dois, foi definido que:

  • Freguesias em Sede de Município: (raio até 3km): mínimo de 15.000 habitantes
  • Freguesias APU e AMU (a menos de 10km da sede do município): mínimo de 5.000 habitantes
  • Freguesias APU e AMU (a mais de 10km da sede do município): mínimo de 3.000 habitantes
  • Freguesias APR: mínimo de 1.000 habitantes
Resultados práticos? 
  • Sem saber quais são as duas APR que o INE considera, aponto para o perigo de extinção de Eirol (com riscos para Requeixo e São Jacinto mas esta última está a salvo pela descontinuidade geográfica...)
  • Vera Cruz e Glória fundem-se numa só freguesia  
  • Fusão de Freguesias como (Nariz e NS Fátima)
E pouco mais, dado as nossas freguesias serem bastante homogéneas na sua população. Aponto para 9 a 10 freguesias no final...

Em relação aos eleitos locais, voltamos a modelo anterior (acho que todos os mandatos de Girão Pereira): de 1 presidente + 6 vereadores sendo 3 vereadores a tempo inteiro. Modelo de executivo de cor única com aumento de competências da AM.

Em relação aos dirigentes (funcionários), basta dizer que o quadro do JN estava totalmente correcto. É ler a minha peça anterior... aquilo que parecia um cenário transforma-se em realidade...



Adeus TGV, olá bitola europeia, viva Aveiro...

A entrevista de Álvaro Santos Pereira a Fátima Campos Ferreira, dentro do Prós e Contras, são só boas notícias. Haverá investimento em bitola europeia e haverá as linhas que se pretendiam criar para a economia nacional: incluindo a Aveiro-Salamanca.

Vamos ver como é na prática...mas por enquanto são boas noticias para Aveiro, para o Porto de Aveiro e para as empresas nacionais que pretendem exportar em quantidades e que podem ser competitivas com o "caminho de ferro à porta".

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Daniel Tércio

Daniel Tércio foi anunciado ontem como consultor Artístico do Teatro aveirense (não quiseram dar-lhe o nome de Director Artístico?) mas com enormes funções... Entre as quais funções normalmente reservadas à chefe de divisão de cultura ou ao director do departamento de cultura da autarquia aveirense.  E as funções dele também indicam, se não passarem de letra morta, que gere a programação do Centro de congressos de Aveiro... Será que é desta que há uma gestão integrada? Será que é desta que tudo corre bem? Boa sorte! Ah, e escrevia por aqui....

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Agrovouga: um fim inesperado

Mais um dia, mais uma má notícia. Pode ler aqui ou aqui. Leio e não acredito que a Agrovouga não se realiza este ano.  Erro duplo e de consequências imprevisíveis.

Já não é de hoje a crise. Nem as medidas da troika. Por isso, se tivesse ouvido há 10 meses que no plano de actividades da empresa estava um novo figurino da Agrovouga, um modelo de conferências e concursos, qualquer coisa do género, teria aplaudido. Aparecer agora, numa situação insólita de sabermos primeiro pelo PS do que pelo comunicado da empresa (que não está no site mas pode ser lido no Noticias de Aveiro) e a um mês do evento demonstra que a empresa tentou tudo mas ia ter prejuizo com a feira...

Mas sabem, o que eu não percebi, mas a culpa é minha, é que se promova uma nova marca "FRILAC" com conteúdos que são e sempre foram "Agrovouga". Para mim, a marca que deve ser promovida é "Agrovouga"  e, eventualmente, criar uma sub-marca Frilac para a parte leiteira... Como acontece em vários eventos de feiras sejam no Porto ou em Lisboa.

Criar um modelo bieual em que a "mostra comercial e industrial" fosse num ano e no ano a seguir fossem só conferências técnicas e os prémios, por exemplo. Mantendo a marca Agrovouga. Mas isto sou eu...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O Estado deve ser uma pessoa de bem…


Hoje o Diário de Aveiro dá-nos uma má notícia. O Ministério da Justiça decidiu parar com o concurso público para a construção do Campus da Justiça.
Duas conclusões a tirar deste assunto: vamos continuar a ter os serviço judiciais espalhados por toda a cidade e alguns em estado de carência de novas instalações ou espaço e o Estado a partir do próximo ano vai começar a pagar uma renda da utilização do antigo quartel de bombeiros… Mas o principal, como imaginam, não é isso.
O Estado não se porta como pessoa de bem. Não é uma pessoa de bem. Rasga protocolos, não cumpre com a palavra dada, apresenta intenções com belas palavras mas sem concretização alguma e por isso não podemos dar como garantido nada que venha do Estado (ok, as cartas das Finanças… ).
Não é bom, não ajuda a manter um papel de crença na realidade do Estado. Molda o comportamento das pessoas, tornando-as descrentes, cépticas.
Há que mudar. Papel ou protocolo assinado tem que ser cumprido. Concurso correctamente lançado é para continuar até ao fim.
Eu, se fosse a Câmara Municipal de Aveiro, exigia o terreno do Campus da justiça de volta para o património municipal. Ou a manutenção da palavra dada e protocolada.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Um regulamento para o lixo...

A autarquia aveirense aprovou em 1999 /primeiro mandato de Alberto Souto) um regulamento orgânico que permitia a criação de 13 departamento e 38 divisões (para além dos gabinetes de projecto, que também podem ser associados, em termos remuneratórios, a divisões). São os mais de 50 lugares mais bem remunerados da autarquia aveirense. e se alguns tinham muito trabalho válido, outro eram chefes de si próprios. Tudo de acordo com o modelo vigente na Função Pública.  Por vicissitudes várias, alguns dos lugares não foram ocupados, ou quando as comissões de serviço terminavam, não eram substituídos por ninguém. Mas era uma despesa significativa.

A autarquia presidida por Élio Maia, desde Outubro de 2005 que pretendia alterar esse regulamento. Passou pelos vereadores Jorge Greno e Caetano Alves e pelo gabinete do Presidente e presumo que também pelo de Miguel Fernandes. Era o regulamento em que havia mais pressões pois a existência de uma divisão ou o corte de outra significa a condição remuneratória de vários funcionários.

Com o parto muito difícil, lá foi aprovado o novo regulamento orgânico (EM DEZEMBRO DE 2010! - ver documento aqui e aqui) em que, de uma forma muito simples, a autarquia definia somente os departamentos (cinco - tendo em conta que efectivamente ocupados actualmente eram seis... ;) e tectos máximos para as divisões (30) e para as secções (20) (agora chamadas, ambas de unidades flexíveis). por outras palavras: uma redução grande em termos teóricos mas uma redução pequena em termos práticos...

No entanto, passados nove meses a autarquia ainda não pôs em acção o novo regulamento orgânico (isto é, não executou algo que foi aprovado em Assembleia Municipal). Terá sido por não conseguir escolher os chefes de divisão ou ter mais de trinta pessoas para os lugares? A verdade é que não colocou em prática aquilo que fez aprovar.

A semana passada o Governo fez aprovar os princípios de resolução sobre a Reforma Administrativa. Generalista como qualquer projecto de resolução, seguir-se-ão leis sobre uma série de rregras para a Administração Pública Local, reforma da lei eleitoral, executivos monocolores, etc...

No entanto, o executivo fez logo "soprar" aos jornais que uma das medidas era a diminuição de cargos de dirigentes... para metade.

o JN teve mesmo acesso a critérios (em estudo) onde os cenários estavam já estabelecidos. E para aveiro a razia era substancial: 2 directores de departamento e 6 chefes de divisão.

O que isto significa de concreto? Simples: o regulamento orgânico que a autarquia aprovou mas não executou vai para o caixote do lixo. E por favor, não é preciso inventar. Se querem reduzir a 2 + 6 dirigentes, aqui vai o modelo óbvio:


  • Director de Departamento para as Infraestruturas
  1. Chefe de Divisão de Infraestruturas Públicas (reúne tudo o que é saneamento, obras municipais, serviços urbanos, planeamento...)
  2. Chefe de Divisão para Particulares (obras particulares, licenciamentos, imobiliário, etc)
  • Director de Departamento para o Intangível
  1. Chefe de Divisão para os Assuntos Culturais
  2. Chefe de Divisão Administrativo
  3. Chefe de Divisão para os Assuntos Sociais (habitação social, acção social, etc)
  4. Chefe de Divisão para os Assuntos Educacionais (que incluiria, juventude, desporto, educação, etc).

Boa sorte e imagino o ambiente que vai existir durante o ano de 2011 e 2012 no edifício do Centro de Congressos...

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Pedro Tochas em duplicado

Centro Cultural de Ílhavo e Teatro Aveirense continuam a "colaborar" e trabalhar em conjunto, como dizem alguns...

Centro Cultural de Ílhavo vai receber Pedro Tochas e o seu novo espectáculo "Coisas" no dia 30 de Setembro, para algumas horas de boa disposição. Esta data era conhecida desde o início de Julho.

O Diário de Aveiro de hoje dá-nos conhecimento que o Pedro Tochas e o seu novo espectáculo "coisas" vai estar no Teatro Aveirense no dia 22 de Outubro... o comediante consegue assim regressar três semanas depois, com o mesmo espectáculo, a dois espaços a menos de 15 minutos um do outro...

Espero que os dois estejam cheios. Era sinal que eu estava errado...

domingo, 11 de setembro de 2011

Nine Eleven... Dez anos depois!

Não é dia para esquecer. Recordo o texto de há quatro anos. Recorda-se as imagens e o arquivo do acontecido - E o arquivo TV. Recordam-se as mortes.

Recordo também, mais uma vez, um artigo belíssimo de Ulisses Pereira sobre um amigo que morreu. Foi um post que na altura foi publicado num fórum e que eu li. Sempre a reler...


Vejam também o bom trabalho que o Público fez sobre o aniversário e os acontecimentos A RTP tem todo o seu trabalho especial feito a 11 de Setembro sincronizado com o presente. Daqui a minutos passe por lá e sinta aquilo que vi durante dez horas... A Antena 1 também marca o dia com um trabalho muito interessante... e como não podia deixar de ser... a TSF.
(post propositadamente colocado às 13:46 - a hora portuguesa em que ocorreu o atentado.)

Dez anos...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Águas, parte II

A noticia do Diário de Aveiro sobre a qual falei aqui no passado dia 2 teve novos desenvolvimentos. Desenvolvimentos que vão inteiramente ao ponto que referi: a conta da água de uma piscina não poderia ser a que os dirigentes reclamavam como "normal" e a que a ADRA podia sair queimada deste assunto...  Fui certeiro em ambos...

Aqui que ficamos a saber do comunicado que está na página 3 do Diário de Aveiro é que o Sporting de Aveiro vai mesmo ter que pagar cerca de 3 mil euros (mais coisa menos coisa) de água por mês. E que esse é o valor correcto porque era aquele que era registado pelo contador.

Que o valor, ao contrário do que nos fizeram crer, não tinha nada a ver com a conta da água ter subido... E que este valor é uma "tarifa social" equivalente ao que uma IPSS paga.

O Sporting de Aveiro tem uma tarefa dura pela frente mas a ADRA também não funcionou muito melhor: uma semana para resolver um caso de comunicação que todos sabiamos que iria acirrar os "inimigos" da empresa, despoletar actividade política e passar a imagem da ADRA como L......? Foi tempo a mais.

Agora a pergunta que se coloca... e o Sporting de Aveiro, que desde Dezembro, segundo a ADRA, sabia que as contas da água iriam subir não se acautelou? Lembro-me bem que os testes sobre fugas da água foram nas imediações da piscina. E agora? Que futuro financeiro para as mesmas? A solução deve ser encontrada para o bem de todos.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Beira-Mar avança para o centro da cidade

O edifício que recebeu a loja "Origem" em plena Rua José Estêvão poderá receber a futura nova sede do Sport Club Beira-Mar, muitos anos após o clube não ter nenhum espaço seu (existiu uma loja amarela a cinquenta metros do local agora pensado) no centro histórico de Aveiro.

Excelente noticia que o Diário de Aveiro nos dá hoje, se for confirmada. No entanto, eu preferia que fosse o clube a adquirir o imóvel e a SAD a pagar uma renda... Mas o fundamental poderá ser concretizado: uma sede no centro para o clube de Aveiro.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Águas e Águas...


Leio o Diário de Aveiro de hoje e dou de caras com a notícia da conta de água das piscinas do Sporting Clube de Aveiro.  Passa de 400 euros mensais (às vezes chegava aos 500, diz o responsável) para valores na casa dos 4 mil euros. Ok, alguém se enganou pensei eu. Porque um conta não pode passar para dez vezes mais sem uma informação, sejam ou não os novos tarifários. Ou a conta era subsidiada pelos Serviços Municipalizados ao abrigo de algum acordo e deixou de o ser.

Independente disso há aqui dois problemas. O Sporting Clube de Aveiro, a manter estes valores, terá que os reflectir no preço dos utilizadores da piscina. Ou fechar portas e reclamar, o que costuma funcionar. A ADRA, pelo seu lado, em aqui um problema de comunicação para resolver, que uma gestão local e correcta tentaria debelar à partida... São notícias como estas que "desfazem" a reputação de uma empresa aos olhos dos seus stakeholders.

Acredito que tudo se irá resolver...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

I'm back... And about Aveiro!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Diogo Vasconcelos: perdi um amigo, um mentor, uma mente brilhante...

Apanhei um murro no estômago ao final de uma noite até divertida. Um sms avisava-me para ir ao Facebook, onde diziam que o Diogo tinha morrido. Não quis acreditar. Não podia ter acontecido. Infelizmente não era boato. O Fernando Mendes aparou as minhas primeiras lágrimas e deu as primeiras palavras de conforto. Até esta hora, mesmo com o computador e net, não tive coragem para o ligar, para ler e para escrever aquilo que sentia.
Tentei não acreditar. E quando cai na real, lembrei-me do que perdi. Um amigo, uma ligação profunda. Perdi uma MENTE BRILHANTE, um homem extremamente curioso e inteligente, com profunda preocupação social e com uma visão clara do que pretendia para o país e para o mundo.

O Diogo Vasconcelos era uma génio com visão e estratégia. Sabia conciliar, decidir, explicar e fazer brilhar as várias equipas com quem trabalhava. Para mim, foi um mentor e um amigo.

Histórias poderiam ser muitas. Mas as palavras não fluem com facilidade. Peço desculpa. O Diogo Vasconcelos foi alguém que valorizo profissionalmente e pessoalmente. Fica indelevelmente marcado pela amizade, ligação, simpatia e ligação que estabeleci com ele.

Um abraço e fica bem, Diogo!

Diogo Vasconcelos 1968-2011
Actualização: a pedido do Nuno Ribeiro, um texto de homenagem no Cibertransistor.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Lista completa dos Secretários de Estado


A nova equipa de secretários de Estado será constituída por 35 governantes. Confira aqui os nomes apontados.
Secretário de Estado da Cultura - Francisco José Viegas
Secretário de Estado do Orçamento - Luís Filipe Morais Sarmento
Secretária de Estado do Tesouro e das Finanças- Maria Luís Albuquerque
Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais - Paulo Núncio
Secretário de Estado da Administração Pública - Hélder Rosalino
Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Europeus - Miguel Morais Leitão
Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação - Luís Brites Pereira
Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas - José Cesário
Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional - Paulo Braga Lino
Secretário de Estado da Administração Interna - Filipe Lobo D'Ávila
Secretário de Estado da Administração Patrimonial e Equipamentos do Ministério da Justiça - Fernando Santo
Secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares - Feliciano Barreiras Duarte
Secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade - Teresa Morais
Secretário de Estado da Administração Local e Reforma Administrativa - Paulo Simões Júlio
Secretário de Estado do Desporto e Juventude - Alexandre Miguel Mestre
Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional - António Almeida Henriques
Secretário de Estado do Emprego - Pedro Miguel Silva Martins
Secretário de Estado do Empreendorismo, Competitividade e Inovação - Carlos Nuno Oliveira
Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações - Sérgio Silva Monteiro
Secretário de Estado da Energia - Henrique Gomes
Secretária de Estado do Turismo - Cecília Meireles
Secretário de Estado da Agricultura - Diogo Santiago Albuquerque
Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural - Daniel Campelo
Secretário de Estado do Mar - Manuel Pinto de Abreu
Secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território - Pedro Afonso de Paulo
Secretário Adjunto do Ministro da Saúde - Fernando Leal da Costa
Secretário de Estado da Saúde - Manuel Teixeira
Secretário de Estado do Ensino Superior - João Filipe Rodrigues Queiró
Secretária de Estado da Ciência - Maria Leonor Parreira
Secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar - João Casanova de Almeida
Secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário - Isabel Maria Santos Silva
Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social - Marco António Costa
Subsecretária de Estado Adjunta do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros - Vânia Dias da Silva
Secretário de Estado adjunto do Primeiro-ministro - Carlos Moedas
Secretário da Presidência e do Conselho de Ministros - Luís Marques Guedes

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Novo elenco do Governo


Primeiro Ministro - Pedro Passos Coelho
Finanças - Vítor Gaspar
Economia - Álvaro Santos Pereira
Negócios Estrangeiros - Paulo Portas
Justiça - Paula Teixeira da Cruz
Administração Interna - Miguel Macedo
Assuntos Parlamentares - Miguel Relvas
Educação e Ensino Superior - Nuno Crato
Segurança Social - Pedro Mota Soares
Agricultura, Ambiente e Território - Assunção Cristas
Saúde - Paulo Macedo
Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros - Luís Marques Guedes
Defesa - Aguiar-Branco

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Resultados Finais no Distrito de Aveiro


Resultados de 2011
Votantes
59,01%
16 Mandato(s) atribuído(s)
Mandatos atribuídos: 16
0 Mandato(s) por atribuir
Mandatos não atribuídos: 0
Votantes: 384.346
Inscritos: 651.367
PPD/PSD
Partido Social Democrata
44,45%
170.857 votos
Mandatos
8
PS
Partido Socialista
25,93%
99.646 votos
Mandatos
5
CDS-PP
CDS - Partido Popular
12,89%
49.523 votos
Mandatos
2
B.E.
Bloco de Esquerda
5,03%
19.338 votos
Mandatos
1
PCP-PEV
CDU-Coligação Democrática Unitária
4,09%
15.704 votos
PCTP/MRPP
Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses
0,86%
3.288 votos
PAN
Partido pelos Animais e pela Natureza
0,79%
3.044 votos
PNR
Partido Nacional Renovador
0,36%
1.373 votos
MEP
Movimento Esperança Portugal
0,34%
1.319 votos
MPT
Partido Da Terra
0,34%
1.289 votos
PPM
Partido Popular Monárquico
0,27%
1.044 votos
PTP
Partido Trabalhista Português
0,26%
1.002 votos
PPV
Portugal pro Vida
0,19%
719 votos
PDA
Partido Democrático do Atlântico
0,10%
397 votos
EM BRANCO
2,87%
11.046 votos
NULOS
1,24%
4.757 votos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...