Páginas

domingo, 22 de janeiro de 2006

Jorge Ferreira está "à nora"

Com o título "À NORA", Jorge Ferreira colocou no seu blogue o texto com que colabora no Diário de Aveiro. Mas a verdade é que a única coisa que parece estar à nora é o seu autor.

Acredito que não fez por mal. Sei que mantém os textos mais por vontade de se manter ligado a Aveiro do que propriamente por conhecimento. E também sei que, como todos os humanos, tem defeitos. Só que deveria lembrar-se que o desconhecimento mói. E nos textos pode ser perigoso para quem construiu uma reputação de acutilância e de saber desmontar cenários...

Mas vamos por partes.

Depois de um PS acomodado ao poder, distante do povo e gastador na tesouraria, Aveiro precisava de uma equipa camarária com um objectivo claro, um caminho definido para o atingir e uma liderança forte para o conseguir. - Concordo inteiramente consigo...

Aveiro é hoje governada por uma coligação de três partidos: o CDS, que põe e dispoe dos popularmente designados "tachos", o PSD, que se contenta com a Presidência da Assembleia Municipal e o PEM, o Partido de Élio Maia, que está apanhado no remoinho dos outros dois. - É aqui que Jorge Ferreira não se esquece do seu peculiar ódio edipiano contra o partido que o viu nascer. Eu, adepto do PEM, só posso dizer-lhe que acabou definir, com as suas próprias palavras, uma equipa que não se agarra aos tachos, que não entra em quezílias e que escolhe as pessoas de quem tem confiança pessoal e profissional. E começa a revelar o seu desconhecimento de Aveiro porque, das pessoas nomeadas, a coisa até está ela por ela.

Mas o tom da entrevista, apenas três meses depois da hecatombe eleitoral do PS e em pleno processo de deserção dos principais eleitos em Outubro passado, é um sinal da inesperada fraqueza política do executivo camarário. Inesperada, porque era suposto saberem o que queriam para Aveiro. Inesperada porque sendo uma coligação e tendo obtido a maioria, era suposto demonstrarem uma solidez e uma consistência que está longe de existir. Não fosse assim e o deputado municipal do PS não se sentiria (já) tão à vontade para falar de alguns assuntos como falou. - Mais uma vez, Jorge Ferreira revela um profundo desconhecimento de Aveiro: Raúl Martins fala do que sabe e a coligação até o aplaude. Porque Raúl Martins nunca foi um "soutista" e sempre se bateu por mudanças. Afinal, talvez seja a melhor pessoa para falar sobre o PS, não acha?

Os sinais de desorientação têm-se acumulado. Primeiro sinal: a falta de rigor na previsão orçamental, que demonstrou a impreparação técnica do novo executivo, para lidar com uma situação financeira catastrófica que, se não se sabe ainda ao certo a quanto ascende, toda a gente tinha a obrigação de saber que é muito.
Segundo sinal: a falta de rumo claro para a resolver. Como se vai pagar a dívida? O que é que é possível fazer nos próximos quatro anos? O que não é possível? E como pagar o que se vai conseguir fazer?
- Não acha o caro amigo Jorge Ferreira que é por estas palavras que a política anda como anda? E mais uma vez demonstra o seu desconhecimento. A nova equipa tomou posse há três meses: nesse período de tempo fez o orçamento e avaliou internamente o passivo total - 180 milhões a subir, disse o que pretende fazer: pagamento total aos fornecedores através da contração de um empréstimo para limpar as dividas de curto prazo e preparou a auditoria que vai ser aprovada amanhã. O que pretendia mais? Leia o programa eleitoral. Está disponível neste blog, como sabe.

Caro Jorge Ferreira, o executivo está confiante no futuro, embora apreensivo com o passado. Sabe o que pretende. Deu-o a conhecer aos cidadãos, aos que votaram. Até a si, a quem recebeu em audiência. Aliás, alguma vez o PND tinha sido recebido cá em Aveiro pelo Presidente da Câmara?

Se fosse feito o exercício que propõe, "pedir aos cidadãos de Aveiro para enunciarem uma medida que saibam que nestes quatro anos a Câmara se propõe realizar" sabe o que muitos diriam?
Olhe, quero que governem bem e que paguem o que me devem, pois o meu negócio está aflito pois não me pagam. E queremos que Aveiro se desenvolva e fique mais bonita.

Caro Jorge, não entenda mal este desabafo. Mas quando quiser resolver os seus complexos edipianos com o CDS, não envolva a Câmara de Aveiro e o Élio Maia ao barulho.

14 comentários:

  1. O Sr. Jorge Ferreira pertence a um partido político. Teve muito recentemente a oportunidade de se apresentar como alternativa nas últimas autárquicas mas não o fez. Porquê?

    É a maledicência pela maledicência no seu expoente máximo. O desconhecimento dos assuntos e a má-vontade.

    Insulta quem desconhece e fala do que não sabe. Nem a substituição da fotografia - de ar zangado e odioso por um sorriso amarelo, lhe vale de muito. Para o partido que representa mais valia estar calado, já que não tem tempo para estudar a lição. É a versão beta da Paula Barros.

    João Sobral

    ResponderEliminar
  2. E o partido do Sr. Jorge Ferreira ainda existe?

    ResponderEliminar
  3. Quem é o Jorge Ferreira??? A única coisa que falta ao Élio é uma oposição decente...

    ResponderEliminar
  4. Caro João Oliveira

    Informo-o que o PND foi também muito bem recebido em audiência nos Paços do Concelho, pelo anterior presidente Dr. Alberto Souto.
    Creio que o que tanto o aborrece é perceber que a NovaDemocracia está atenta ao que se passa em Aveiro e que o Dr. Jorge Ferreira sabe muito bem do que está a falar.

    ResponderEliminar
  5. Tem a certeza disso, cara Susana Barbosa?

    Não tenha, não tenha...

    Desculpe a minha ignorância mas a verdade é que não vi eco algum dessa audiência noutros tempos...

    ResponderEliminar
  6. Independentemente dos teus comentários relacionados com as questões camarárias (no quais agora estás mais àvontade) quero concordar contigo particularmente num aspecto: É aqui que Jorge Ferreira não se esquece do seu peculiar ódio edipiano contra o partido que o viu nascer.
    E eu igualmente o acompanhei esse 'crescimento político' ainda na JC e depois no próprios cds.
    É óbvio que com a vitória da coligação em Aveiro, onde se inclui o cds.pp, veio à 'flor da pele' o remorso e o complexo político pelo fracasso que foi a aposta PND como uma tentativa claramente falhada de ser alternativa ao cds.pp

    ResponderEliminar
  7. Quem pôs o post foi o autor do blog ou o assessor de imprensa da Câmara?

    ResponderEliminar
  8. Quem fez este comentário anónimo foi um parvo, um estúpido ou simplemente uma besta?

    Como já tenho escrito para quem quer ler, eu tenho opinião.

    Já o anónimo, nem cara tem...

    ResponderEliminar
  9. Parece que o Sr. João Oliveira ficou fora de si (já estaria afectado com o copo...na mão!) com a resposta ao anónimo que perguntou se quem escrevia era o autor do blog ou o assessor de imprensa da Câmara.

    Em primeiro lugar, se escreveu como autor do blog devia dar o exemplo e responder ao anónimo sem brejeirices...sem ser estúpido e parvo.

    Em segundo lugar, se respondeu como assessor de imprensa da Câmara devia ser demitido...quanta falta de qualidade e de ética profissional...

    Finalmente, se o fez nesta qualidade, parece que afinal os "tachos" existem e são ocupados por qualquer um...

    O Presidente da Câmara, Dr. Élio Maia, que esteja atento a quem escolhe. Por este andar...qual será o rumo da Câmara com tantas pessoas assim?

    F.Martins

    ResponderEliminar
  10. nao fui eu que pus o post:
    "Quem pôs o post foi o autor do blog ou o assessor de imprensa da Câmara?"
    mas faco das palavras dele as minhas!
    Se tb sou uma besta nao sei, sei no entanto que o JMO tem a sua propria opiniao mas fica-lhe mal ter um blog onde defende o seu chefe politico...sim pq e' no fundo um cargo de confianca politica por isso nao tente dizer q e' facil separar as aguas!
    A realidade e' q neste blog nao fica bem ao JMO defender ou atacar o Elio e a CMA ... pela simples razao que nao pode passar isento ... se ocupa um cargo de confianca politica vao sem[pre ataca-lo por isso ... e disso nunca se vai livrar ... seja la qual for a sua opiniao pessoal...

    Desculpe la mas e' verdade ...

    ResponderEliminar
  11. Para o F. Martins e para o "loucura",

    O post que escrevi hoje também para vocês. Eu nunca escrevi neste espaço, já lá vão três longos anos, com nenhum intuito senão o de expressat a minha opinião. Por isso, quando um anónimo faz aquela pergunta, tem subjacente o principio de "chatear para calar este gaijo", algo que eu não admito, muito menos a anónimos. Desculpem se vos ofendi, se vocês também se consideraram parvos. MAs é assim que eu penso.

    Quanto às suas opiniões, caro F. Martins, eu dispenso-as. Se quiser vir falar comigo, cara a cara, sobre as minhas qualidades ou falta delas, esteja à vontade... Agora sentenças, já tenho falta de paciência.

    ResponderEliminar
  12. o'JMO se nao percebeu o meu comentario relativemante ao facto de q qq post q possa colocar no seu blog ja nao poder ser lido de uma foram isenta, entao esqueca... nao adianta explicar mais ... se nao percebe que o facto de estar a ocupar um cargo de confianca politica o poe numa situacao em q os seus comentarios estao ligados directamente a essa mm confianca, entao esqueca mesmo... ca continarei a vir e a ler os comentarios, mas sempre tendo em conta q e'o acessor da CMA, cargo que acredito q exerca bem (isso nunca esteve em causa). So como ultimo promenor : eu acredit oq tenha opiniao propria ... mas sendo acessor da CMA torna-se dificil perceber quem fala e qd ...

    ResponderEliminar
  13. De vez em quando dou uma espreitadela aos blogs para ver as informações e notícias.

    Não tenho visto e lido informações tipo "declaração de vontades" e comentários noutros blogs como os que o autor deste blog escreveu, especialmente em resposta aos últimos comentários.

    É verdade, este blog é seu, sr. João Oliveira. Mas há uma coisa que não se percebe, pelo menos eu. Se este blog é seu, se ninguém manda no seu espaço, se não aceita comentários, então porque os publica?

    É, como diz, para poder escrever aquilo que pensa e que sente (no pior sentido)? É para desafiar quem faz os comentários cara a cara?

    Se, como dizem, os blogs são espaços de informação, são tertúlias, etc...qual a sua noção de ocupação destes espaços? É que como autor deste espaço tem responsabilidade acrescida pelo que nele insere e....devia ser ainda mais responsável pelo que escreve.

    Será que para responder, mesmo a anónimos, precisou de descer tão baixo? Ter-lhe-ía ficado muito bem se tivesse respondido com elevação, teria desse modo "calado" na mesma o anónimo, se é o que pretendia.

    E depois ficou ainda mais incomodado com outro comentário, sério e oportuno, voltando a baixar de nível.

    Pois, esqueci-me que este espaço é seu...escreve o que quer e o que sente...e quando não lhe agradam os comentários chama uns palavrões aos comentadores e desafia-os cara a cara...tipo "farwest".

    Sr. João Oliveira, se não quer ser lobo não lhe vista a pele.

    S.G.P.

    ResponderEliminar
  14. Pelo que acabo de ler, daqui a pouco não faltará quem compare o "Trio" que governa Aveiro ao velho filme "porcos,feios e maus...."

    ResponderEliminar

O Notas de Aveiro não é responsável pelos comentários aqui escritos e assumidos pelos seus autores e a sua publicação não significa que concordemos com as opiniões emitidas. No entanto, como entendemos que somos de alguma forma responsáveis pelo que é escrito de forma anónima não temos pejo em apagar comentários...

Por isso se está a pensar injuriar ou difamar pessoas ou grupos e se refugia no anonimato... não se dê ao trabalho.

Não sabemos se vamos impedir a publicação de anónimos. É provável que o façamos. Por isso se desejar continuar a ver os seus comentários publicados, use um pseudónimo através do Blogger/Google e de-se a conhecer para notasaveiro@gmail.com.

João Oliveira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...