Páginas

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Ecos do Público

Mais uma vez, e somente por uma questão de serviço público, deixo aqui a versão integral do texto do Público sobre as autárquicas.

PSD chega pela primeira vez ao poder em Aveiro
Patrícia Coelho Moreira

Contrariando todos os prognósticos, Alberto Souto perdeu a liderança da autarquia e a hipótese de um terceiro mandato
A coligação PSD/CDS-PP pôs ontem fim a oito anos de gestão do Partido Socialista no concelho de Aveiro. Contrariando todas as expectativas, o independente Élio Maia foi eleito presidente da câmara da capital de distrito, derrotando Alberto Souto, que concorria para o terceiro mandato. A festa da aliança Juntos por Aveiro começou ainda antes da confirmação final dos resultados, quando cada assembleia de freguesia conquistada provocava uma onda de palmas e abraços generalizada no Hotel As Américas. O novo autarca de Aveiro optou, porém, por fazer a sua declaração de vitória na freguesia de Santa Joana, depois de ter sido aclamado pela população de S. Bernardo, cuja junta liderou durante 16 anos.O projecto Juntos por Aveiro escolheu o Hotel As Américas, no centro da cidade, para fazer o acompanhamento dos resultados eleitorais. Mas a festa prometida pelas projecções começou sem o cabeça de lista da coligação, que acabaria por escolher Santa Joana como palco da sua declaração de vitória. Antes, por volta das 23h00, Élio Maia visitou S. Bernardo, onde foi presidente da junta de freguesia ao longo de quatro mandatos. O novo presidente da Câmara de Aveiro foi recebido por uma multidão de várias centenas de pessoas e, nas poucas palavras que dirigiu à imprensa, dedicou a vitória "ao povo".

Recepção calorosa em S. Bernardo

Em S. Bernardo, todos quiseram felicitar e abraçar o novo autarca da capital de distrito, e Élio Maia ficou visivelmente emocionado perante a entusiástica recepção que o esperava no largo da igreja local. Só depois o candidato da coligação que conduz, pela primeira vez, o PSD ao poder na Câmara de Aveiro, falou aos jornalistas. "Estamos felizes, sempre acreditámos que era possível", confessou, saudando os restantes candidatos. Preferindo não interpretar os resultados eleitorais como um "cartão amarelo" dado ao Governo socialista, Élio Maia limitou-se a sublinhar que "a vitória é do povo e de Aveiro em geral". Quanto à renúncia de Souto ao lugar de vereador, Maia apenas referiu: "É uma decisão que é dele". Algumas horas antes, e sem a presença do candidato mais votado pelos aveirenses, o ambiente era já de claro optimismo, no Hotel As Américas, que a coligação PSD/CDS-PP escolheu para seguir os resultados autárquicos. Mesa de comes e bebes montada, televisão ligada, rostos sorridentes, animados. À notícia de cada freguesia conquistada pelo projecto Juntos por Aveiro, a sala rendia-se a uma explosão de alegria, manifestada entre palmas e abraços, pela gente dos dois partidos.Mesmo perante o crescente prenúncio de vitória, Girão Pereira, antigo presidente da câmara e mandatário da candidatura Juntos por Aveiro, apelava a um "ambiente de grande responsabilidade". "A confirmarem-se as projecções, haverá uma nova forma de estar na política e uma nova forma de governar Aveiro", comentava Girão Pereira, convicto de que Élio Maia "vai introduzir uma nova forma de estar, com maior participação da sociedade civil, grande rigor financeiro, uma política sem promessas e uma política mais humanizada". "Estamos satisfeitos perante a viabilidade e o futuro de Aveiro", afirmava Miguel Capão Filipe, "número dois" na lista à autarquia, confiante no regresso "à maioria sociológica de Aveiro, que é de centro e centro-direita". Reconhecendo que a gestão de Alberto Souto "teve coisas positivas", Capão Filipe adiantava que o mandato de Élio Maia será de "maior proximidade entre os cidadãos e a câmara, correcção de assimetrias e saneamento financeiro".

Alberto Souto assume derrota e recusa ser vereador

Na sede da candidatura do PS, instalada na principal artéria da cidade, a noite começou sob o clima de profunda ansiedade provocado pelas primeiras projecções, que faziam adivinhar a vitória da coligação Juntos por Aveiro. Alberto Souto, que governou o município ao longo de dois mandatos, preferiu esperar pela confirmação dos resultados e só falou por volta das 22h00, assumindo "integralmente a responsabilidade da derrota". Na curta declaração que prestou, o até agora presidente da Câmara de Aveiro esclareceu que não vai ocupar o lugar de vereador. Apesar do visível ambiente de consternação que se vivia na sede de campanha de Alberto Souto, o candidato socialista foi recebido com uma calorosa salva de palmas. "Se perdemos, não foi pela campanha que fizemos... Vocês foram inexcedíveis", começou por afirmar Souto, agradecendo "a colaboração e o empenho" da sua equipa. "Foram oito anos muito gratificantes à frente dos destinos de Aveiro. Saímos de cabeça erguida, deixamos uma marca de qualidade", frisou. Admitindo que "os resultados são inegáveis", mas escusando-se a fazer qualquer análise política, Alberto Souto referiu ter felicitado Élio Maia pela vitória e avançou que não vai ocupar o lugar de vereador no executivo do PSD/CDS-PP. "A minha candidatura era à presidência da câmara, mas estou certo de que os vereadores do PS continuarão a dar o seu melhor", esclareceu. "Não me queixo de nada, certamente que os responsáveis fomos nós, que não soubemos convencer as pessoas de que os nossos projectos eram os que interessavam", acrescentou, concluindo: "Assumo integralmente a responsabilidade deste resultado"

1 comentário:

O Notas de Aveiro não é responsável pelos comentários aqui escritos e assumidos pelos seus autores e a sua publicação não significa que concordemos com as opiniões emitidas. No entanto, como entendemos que somos de alguma forma responsáveis pelo que é escrito de forma anónima não temos pejo em apagar comentários...

Por isso se está a pensar injuriar ou difamar pessoas ou grupos e se refugia no anonimato... não se dê ao trabalho.

Não sabemos se vamos impedir a publicação de anónimos. É provável que o façamos. Por isso se desejar continuar a ver os seus comentários publicados, use um pseudónimo através do Blogger/Google e de-se a conhecer para notasaveiro@gmail.com.

João Oliveira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...