Páginas

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Reacções no Diário de Aveiro

O DA também tem um texto dedicado a Aveiro

Élio Maia, cabeça-de-lista da coligação Juntos por Aveiro

«Espectacular!»

O prenúncio de vitória de Élio Maia, cabeça-de-lista da coligação entre PSD e CDS/PP à Câmara de Aveiro, surgiu pouco depois das às 19 horas, quando a TVI revelou os resultados de uma sondagem à boca das urnas favorável a esta candidatura. A partir dessa hora assistiram-se a alguns fogachos de festejos, mas a explosão da vitória aconteceu apenas cerca das 22 horas, quando o triunfo de Élio Maia pareceu irreversível. O homem que substitui o socialista Alberto Souto à frente da Câmara de Aveiro foi pela primeira vez ouvido pelos jornalistas em São Bernardo, freguesia que liderou durante vários anos. Envolvido por uma multidão de apoiantes, o autarca fez, perto das 23 horas, a primeira declaração pública como novo líder do município para «agradecer» aos eleitores que votaram na aliança de direita. Élio Maia não podia deixar de proferir durante os festejos uma das palavras que mais vezes pronuncia: «Espectacular!»Para o candidato, os resultados no concelho representaram uma «vitória do povo, da comunidade e das pessoas que querem construir Aveiro». A «grande preocupação», frisou pouco depois das 23 horas, ainda em São Bernardo, é «envolver as pessoas» na governação do município. «Queremos levar para o concelho a nossa experiência na freguesia de São Bernardo», afirmou, antes de prosseguir uma demorada ronda por todas 14 as freguesias do município.Alberto Souto não assumirá lugar de vereadorA derrota «não foi por causa desta campanha»A declaração do candidato socialista vencido, Alberto Souto, foi antecedida de um aplauso demorado dos seus apoiantes numa sala que se encheu para ouvir uma declaração emocionada na qual assumiu «as responsabilidades por tudo o que correu mal».Alberto Souto, que tentou o terceiro mandato, depois de dois mandatos consecutivos, adiantou que não assumirá o lugar de vereador. Depois de «felicitar» Élio Maia e desejar «as maiores felicidades à frente da Câmara», disse que a sua candidatura «era à presidência da Câmara, mas os vereadores do PS continuarão a dar o seu melhor para defender os nosso projectos, os nossos princípios e a nossa forma de gerir os destinos de Aveiro», disse. Não apontou explicações para a derrota mas não foi «certamente por causa desta campanha», recusando-se a apontar como justificação a ausência de dirigentes nacionais na campanha em Aveiro. Contudo, terá contribuído algum desgaste, pela insistência, durante a campanha de Élio Maia, da situação financeira da autarquia, o custo do estádio, o aumento das taxas e os reflexos do descontentamento com o Governo socialista. Alberto Souto disse que os aveirenses «fizeram outra opção» admitindo que não soube «convencer os aveirenses» reservando para mais tarde explicações para o resultado. Serão «vários factores» Por outro lado, enalteceu os «oito anos muito gratificantes à frente dos destinos de Aveiro» sublinhando ter deixado a «marca de qualidade e de progresso em Aveiro».

Girão Pereira, mandatário de Élio Maia
«Esta eleição vai provocaruma viragem na postura da Câmara»

Para Girão Pereira os resultados eleitorais demonstram que os aveirenses escolheram uma «nova postura da autarquia». «Esta eleição vai provocar uma viragem na postura da Câmara», sublinha o mandatário de Élio Maia.Girão Pereira diz que os resultados eleitorais espelham uma «vitória da realidade do concelho, que não é apenas a da cidade de Aveiro». «Estou muito feliz pela vitória do Dr. Élio Maia e tenho a certeza que saberá corresponder a todas as expectativas nele depositadas».

Ulisses Manuel, presidente da Comissão Política Concelhia do PSD
«Aveiro vai ser mais solidário»

Ulisses Manuel acredita que a vitória da coligação «Juntos por Aveiro» - que agrupa o PSD e o CDS ? vai «tornar Aveiro um concelho mais solidário». «Esta é uma data de grande alegria», começou por dizer Ulisses Manuel que lembrou que, aquando da candidatura de Élio Maia, «poucos acreditavam na vitória e na escolha acertada do PSD», mas, continua, «a verdade é que fizemos uma escolha acertada e que vai mudar Aveiro para melhor». «Este é o caminho certo», sublinha Ulisses Manuel.

Miguel Capão Filipe, presidente da Comissão Política Concelhia do CDS
«Quem venceu foi Aveiro»

Miguel Capão Filipe acredita que o resultado do acto eleitoral de ontem vai permitir que Aveiro assuma um novo papel de centralidade regional. A partir de amanhã (hoje) Aveiro transforma-se numa referência nacional», sublinhou o líder dos centristas que deixou uma palavra a Alberto Souto: «Cumprimento o Dr. Alberto Souto por genuinamente ter contribuído para o progresso de Aveiro». Para Capão Filipe a noite de ontem teve um grande vencedor: «Quem venceu foi Aveiro».

Regina Bastos, número um à Assembleia Municipal
«Resposta a forma de estar muito paroquial»

A número um da lista da coligação Juntos por Aveiro à Assembleia Municipal de Aveiro, Regina Bastos, diz que a vitória foi uma «resposta a uma forma de estar muito paroquial» referindo-se, indirectamente, ao socialista Carlos Candal que segurou a presidência durante os últimos dois mandatos. Na presidência da Assembleia Municipal, Regina Bastos promete «um Aveiro cosmopolita, aberto e de liderança». Sobre a vitória alcançada pela coligação para a Câmara, Regina Bastos, traduz os resultados por uma «vitória dos homens e das mulheres aveirenses que votaram num projecto de futuro e de esperança, um aviso de uma nova era, de transparência, proximidade e de rigor orçamental».Para a eleita, «foi bem entendida a mensagem de verdade, humildade, rigor e seriedade» e, fazendo uma leitura da votação conseguida ? 15 lugares para a coligação e 10 para o PS ? diz que se tratou de «uma clara votação dos aveirenses na mudança ansiada e que teve uma expressão muito poderosa com estes resultados».

José Costa, presidente da Comissão Política Concelhia do PS
«Penalização local»

José Costa endereçou as primeiras palavras para «felicitar a coligação PSD/CDS pela vitória inequívoca nestas eleições». O presidente da Concelhia socialista de Aveiro deixou um desejo a Élio Maia para que o novo presidente da Câmara de Aveiro consiga realizar «todas as expectativas dos seus eleitores e, no fundo, agora de todos os aveirenses». O presidente da Concelhia do PS atribui a derrota em Aveiro a «alguma penalização nacional, mas também a um descontentamento local».

Joaquim Marques (PSD)
«Os aveirenses não aguentarama prepotência do Sr. Presidente da Câmara»

Para Joaquim Marques os resultados de ontem são claros: «os aveirenses tomaram uma decisão de mudança». O ainda vereador do PSD na Câmara de Aveiro diz que «valeram a pena os últimos quatro anos na vereação», naquilo que considera um «trabalho sério e honesto». Para Joaquim Marques os resultados eleitorais de ontem «espelham que os aveirenses não aguentaram a prepotência do Sr. Presidente da Câmara».

20 comentários:

  1. Espero sinceramente que seja um bom presidente (boa pessoa, sei que é).
    A última coisa que Aveiro merecia agora era um presidente de vistas curtas... como na fase tardia do CDS de há oito anos...

    ResponderEliminar
  2. Em política tudo é possível. o AS não foi penalizado pela falta de obra, foi penalizado pela postura.

    De resto, e a bem de todos nós, um bom mandato é o que desejamos a Élio Maia e sua equipa.

    ResponderEliminar
  3. A mim o que me deixa profundamente desiludido é o desinteresse total das pessoas pela escolha dos governantes. Élio Maia ganhou com maioria absoluta, uma maioria que correspondeu a 16 mil votos em 60 mil inscritos (números redondos) e eu pergunto-me... é isto uma maioria?

    Ontem falei com mais que uma pessoa que me disseram que não iam votar, quando perguntei porquê responderam "porque não me apetece". Acho que isto sim é de lamentar, bem como o elevado número de pessoas que estão inscritas em freguesias nas quais já não residem há vários anos, conselhos aos quais já não estão ligadas e que estão completamente a leste do que lá se passa e, consequentemente, ou nem se dão ao trabalho de lá ir votar, ou vão votar em branco, porque nem sequer conhecem os candidatos.

    A verdade é que temos os políticos que merecemos, se a Fátima Felgueiras, o Valentim Loureiro e afins foram eleitos com maiorias, foram as pessoas que votaram neles, por isso têm o que merecem.

    Se é verdade que foram os políticos que criaram a má imagem que temos deles e que nos habituaram aos esterótipo de "os políticos são todos iguais e todos prometem e nenhum cumpre, independentemente da cor política", também é verdade que é o "povo" que vota neles e é culpado por isso.

    O direito de votar é um direito que requereu muita luta por parte das gerações passadas e deixa-me triste o desinteresse das gerações mais novas (e não só) por um direito que tanto custou a ganhar.

    E não é ficando em casa no sofá a ver tv que se mostra o descontentamento com o leque de candidatos. Mesmo que nenhum seja do nosso agrado, certamente haverá um ou outro que seja "menos mau". E a passividade e acomodação só levam a que este país fique, cada vez mais, "entregue aos bichos".

    ResponderEliminar
  4. Concordo contigo, primeiro amigo Anónimo, "a última coisa que Aveiro merecia agora era um presidente de vistas curtas... como na fase tardia do CDS de há oito anos...", porém esse senhor está eleito para a Assembleia Municipal. Lembro-me das vezes que tive que ir falar com ele e das coisas absolutamente absurdas que ele dizia.

    Porém acho que já não há volta atrás. Aveiro já não é aquela aldeia profundamente conservadora que conheci há 8 anos. E nenhum presidente conseguirá fazê-lo voltar.

    Porque Aveiro já é verdadeiramente urbano.

    Esperemos é que agora, Ílhavo e Aveiro se entendam em políticas comuns.

    ResponderEliminar
  5. Tem sido uma tarde entretida, confesso. Dá mesmo vontade de rir ler, agora, o que Souto escreveu no blog - o seu diário de campanha...

    ResponderEliminar
  6. Acabou a campanha.
    Quanto à participação nas eleições, foi maior do que a que elegeu o Souto há 4 anos.
    E quanto a resultados:
    como comentar a arrogância da quase certeza do 6º vereador?
    e dos comentários anónimos dos 20-0?
    Enfim, o povo é quem mais ordena, por muito que isso custe a alguma esquerda

    ResponderEliminar
  7. Em 2001 havia menos incritos. A diferença de votantes nos dois anos é de 0,8%.

    ResponderEliminar
  8. Já estou a ver a fechar Empresas Municipais, Orquestra das Beiras,SIMRIA pouco producente, Contrução abominavel e confusa (S. Bernardo), Teatro Aveirense com festas populares, enfim a ruralidade chegou.

    ResponderEliminar
  9. Biba o Pobo, Burro e idiota e vai pagar caro com isso. Adeus Aveiro. Obrigado Souto.

    ResponderEliminar
  10. "Biba o povo Burro e idiota e vai pagar com isso. Adeus Aveiro. Viva Souto", escreveu um anónimo neste blog. Pelos vistos o Povo "emburreceu" nestes últimos 8 anos. Culpa de quem?
    Este tipo de comentários não deveram ser anónimos; no mínimo deveriam trazer a chancela desse vulto da história aveirense que dá pelo nome de Domingos Cerqueira.

    ResponderEliminar
  11. para alguns frustrados os aveirenses que elegeram o dr. souto por duas vezes eram iluminados e cosmopolitas e os aveirenses que, agora, elegeram o dr. élio vivem no obscurantismo e na periferia. mas, não são maioritariamente os mesmos? os aveirenses não eram, nem são burros, nem o serão quando vierem a escolher um outro presidente de câmara. acreditem que o bom senso está bem distribuído, quem não o perceber pode passar por asno.

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  13. Ganhou o Aveiro das tascas, dos bigodes, da beatice, do giranismo, da ruralidade, do conservadorismo, da pequenez, da tacanhez...Enfim ganhou o Aveiro das palas! Da mentalidade ogre que destruiu o nosso património Arte Nova.

    É só ressabiados contra o pedro silva, o miguel lemos, o eduardo feio, o filipe teles, etc... cambada de abutres!

    A vossa maior fraqueza é serem completamente incapazes de enaltecer a vitória das boas ideias do élio...nem ele sabe ainda o que vai fazer! Só sabem falar da arrogãncia... É a arrogãncia da obra feita, de quem fez de Aveiro a melhor cidade do país, de quem fez de Aveiro ser elogiada por gente tão insuspeita como o Presidente da República, o Prof. Carmona Rodrigues ou Fraga Iribarne como exemplo de urbanismo, de crescimento sustentado, de progresso, de respeito pelo ambiente, de avanço tecnológico e civilizacional, como um dos municípios de vanguarda a nível cultural.

    Mas a maior vitória de Alberto Souto foi ter devolvido a auto-estima aos aveirenses! A recuperação dos muros da ria, do edifício da câmara, da Capitania ou do Teatro Aveirense são legados valiosos e que nenhum Girão Pereira irá conseguir apagar!

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  15. Obrigado, Alberto Souto, pelo que fez por Aveiro.

    ResponderEliminar
  16. Ao anónimo que diz que ganhou a malta das tascas e das vistas curtas,

    Adoro quem olha as coisas só de um lado, meu caro, porque palas tem-as voce. Palas para não ter lido o programa do Élio Maia, palas para não ter percebido a postura do Dr. Alberto Souto, palas para pensar que a coligação não tem ideias para o futuro de Aveiro.
    E para sanear o presente.

    E que abutres é que está a falar?

    Olhe, já viu o edificio que foi aprovado e onde estão encaixados os azulejos das "quatro estações"?

    Considera o Miguel Lemos competente?

    Por amor de Deus, destile o seu ódio antes de escrever e vai ver que escreve de uma forma mais inteligente, pois caso contrário estará a insultar a maioria dos aveirenses.

    ResponderEliminar
  17. Caro JMO:

    Li o programa do Dr. Élio Maia. E li-o integralmente, mas apenas o pude fazer a 5 ou 6 dias das eleições pq até aí o Dr. Élio Maia nem sequer o tinha ainda pronto. Aveiro trocou um autarca modelo por um cheque em branco.

    Não, não acho o Dr. Miguel Lemos competente.

    Para quem entende que há comparação possível entre ambos os candidatos e que contesta que ganhou o Aveiro das tascas e da ruralidade, recomendo uma audição ao hino oficial da campanha do Dr. Élio Maia no site dele...

    Tenho do Dr. Élio Maia a melhor das impressões... Considero-o uma excelente pessoa. Mas compará-lo ao Dr. Alberto Souto é comparar a Feira de Março com a DisneyLand!

    ResponderEliminar
  18. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  19. Compreendo as pessoas que escrevem com tanta raiva sobre a vitória do Dr Hélio.Possivelmente andar a colar cartazes e dar graxa a certos ilustres políticos aveirenses passou a desnecessário. Querem um conselho: Estudem e tentem mostrar as qualidades a trabalhar. Subam por voçes próprios pois eu tb subi sem ajudas politicas. E na CMA e nas empresas municipais estam cheios de favores bem remunerados.Tenho visto muita gente a subir a custa dos tachos politicos e o que custa mais, autênticos "cromos".Boa sorte na vossa nova fase - o trabalho.

    ResponderEliminar

O Notas de Aveiro não é responsável pelos comentários aqui escritos e assumidos pelos seus autores e a sua publicação não significa que concordemos com as opiniões emitidas. No entanto, como entendemos que somos de alguma forma responsáveis pelo que é escrito de forma anónima não temos pejo em apagar comentários...

Por isso se está a pensar injuriar ou difamar pessoas ou grupos e se refugia no anonimato... não se dê ao trabalho.

Não sabemos se vamos impedir a publicação de anónimos. É provável que o façamos. Por isso se desejar continuar a ver os seus comentários publicados, use um pseudónimo através do Blogger/Google e de-se a conhecer para notasaveiro@gmail.com.

João Oliveira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...