Páginas

terça-feira, 8 de novembro de 2005

Guerra de Comadres

Há coisas que eu não entendo. Acho que temos leis a mais, decisões políticas a mais, há algo que não funciona bem no país. A semana passada estive a jantar com um advogado e com um arquitecto e ambos estavam de acordo: há óptimas leis, provavelmente mal compiladas e ainda menos fiscalizadas. E estavamos a falar de dois regimes diferentes.

Hoje leio a noticia no Público e no Noticias de Aveiro sobre a questão do "França Morte" e da guerra de palavras entre Silva Vieira e Pedro França. É pena que os dois colossos da pesca aveirense não se entendam. Mas convém analisar as acusações de favorecimento que Silva Vieira faz a Pedro França. E que se saia aquilo que faz com que Portugal não possa pescar mais do que pesca e que as empresas da região não se modernizem como podem.

Para lerem mais:
Público (disponivel só para assinantes da versão online)
Noticias de Aveiro


Entretanto, aviso desde já que durante as próximas duas semanas vou começar a testar as várias formas de moderação possíveis dos comentários. Durante alguns dias vou moderar os comentários: isto é, não aparecem directamente online, só depois de aprovação. Depois voltarei ao sistema completamente aberto para apagar erros à posteriori. Depois irei testar o sistema fechado - só para registados no blogger.

Em algum havemo de chegar a um consenso. Senão chegarmos, perdemos todos. Mas uma coisa vos garanto: não me arrisco a um processo por calúnias por causa de um anónimo, isso é garantido...

5 comentários:

  1. Finalmente vamos conseguir ter algum nível de discussão. Parabéns pela atitude. (o próprio blogger.com permite essa funcionalidade).
    Por outro lado, qaunto ao Post afirmo apenas: "em casa (sector empresarial)onde não há pão (em crise) todos ralham e ninguém tem razão".

    ResponderEliminar
  2. Caro JMO
    O Sr. Miguel Pedro Araújo iniciou uma frenética actividade bloguista (que certamente nada tem a ver com os ultimos resultados autarquicos mas que foi simultanea com a publicação destes) e, triste por o seu blog não ser tão visitado como seria de supor (vá-se lá saber porquê, certamente para se fazzer notado, enxameia todos os blogs cá do burgo com as suas respeitáveis opiniões acerca de tudo o que sabe (e do muito que não sabe).
    Alguém lhe terá de dizer que deve abrandar um pouco esta sua actividade e postar mais no seu proprio blog, espaço de eleição para a discussão das suas opiniões pessoais, libertando os outros blogs de tão frenética exposição de opiniões e saberes.
    Como sei que és um verdadeiro diplomata e parece que o conheces, espero que, pessoalmente, lhe faças sentir que, muitas vezes, o ridículo também mata.
    Cumprimentos
    JMF

    ResponderEliminar
  3. Admiro-me como ainda o JMO ainda n se tenha farto de aturar os anonimos ... mas ok...
    Ja agora so um promenor... mesmo eliminando os anonimos o facto de existirem pessoas como eu q so tenho um nick pode levar ao aparecimento de comentarios menos abonatorios... q como referiu pode levar a possiveis processos !! os blogs onde isso pode acontecer devido aos temas em discussao , resolveram a coisa exigindo q as pessoas mandem mails identificados q sao verificados antes de ser colocados online (tal como o JMO vai fazer neste periodo), No entanto a questao e': sera que assim o espirito bloguista desaparece? a meu ver desaparece... ja q eu so daqueles q "surfo" a net e de vez em qd deixo um comentarios por ai ... sem dejeso de voltar por vezes mas apenas de comentar .... enfim em comclusao é pena q alguns não saibam aproveitar a liberdade que o blogger nos da e a estraguem com atitudes extremas que servem apenas para descarregar as frustacoes pessoais.

    Cumps

    ResponderEliminar
  4. Caro JMO

    Sou, decididamente, a favor da manutenção de comentários anónimos no blog nos termos em que ocorria no passado. No entanto aceito a moderação actual, embora a considere negativa, nos dias em que não podes estar sempre à frente do computador.

    Maiores restrições vão secar o blog mais importante da nossa região.

    E é pena.

    ResponderEliminar
  5. Caro JMF
    Primeiro reconheço que o JMO possa ser um verdadeiro diplomato. E reconheço porque nunca foi preocupação dele se alguém de outro blog vem aqui muito regularmente ler, ouvir e eventualemnet escrever. è para isso que os blog's servem.
    Segundo JMO não me conhece pessoalmente (acho eu).
    Terceiro não criei o meu blog para ser notado ou deixar de ser notado (foi pura coincidência em relação às autárquicas e foi mero procedimento lúdico que alguèm - colegas de trabalho e um ou outro amigo -se encarregaram de espicaçar. E não preciso do seu ombro ou dum lenço seu para enxugar as lágrimas... porque as mesmas não existem e em nada me preocupa se vão ao meu blog postar, ver ou o ignoram. É a democarcia e a minha liberdade de expressão.
    Por último posso-lhe indicar que regularmente venho sempre aqui (comentando ou não), ao do meu amigo JPD, ver o Já Agora e recentemente, por questões de amizade, ao recèm criado Cagaréu. 4 é muito?! é a sua opinião...

    ResponderEliminar

O Notas de Aveiro não é responsável pelos comentários aqui escritos e assumidos pelos seus autores e a sua publicação não significa que concordemos com as opiniões emitidas. No entanto, como entendemos que somos de alguma forma responsáveis pelo que é escrito de forma anónima não temos pejo em apagar comentários...

Por isso se está a pensar injuriar ou difamar pessoas ou grupos e se refugia no anonimato... não se dê ao trabalho.

Não sabemos se vamos impedir a publicação de anónimos. É provável que o façamos. Por isso se desejar continuar a ver os seus comentários publicados, use um pseudónimo através do Blogger/Google e de-se a conhecer para notasaveiro@gmail.com.

João Oliveira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...