Páginas

segunda-feira, 7 de novembro de 2005

Sobre o fim de semana...

Ufa, este fim de semana foi cansativo q.b. Mais uma vez (um pleno de vitórias em casa) o Beira-Mar ganhou e mantém a liderança isolada da Liga. Aveiro este fim de semana esteve animada, com múltiplas inaugurações - com a da galeria Nuno Sacramento, onde estive presente - e que recomendo - Aveiro Arte, uma boa festa na Estação da Luz... e muito mais.

Deixei propositadamente os comentários dialogarem entre si mas não posso deixar de comentar o anónimo que teve a distinta lata de escrever " A situação tem vindo a alterar-se, mas numa cidade pequena como Aveiro a democracia não é tão adulta e infelizmente face ao cargo que ocupo usar o meu nome real só me causaria uma ou outra dor de cabeça que sinceramente acho escusado face à importância do blog. Em segundo lugar mas mais importante, nunca daria a cara neste blog porque não estão reunidas todas as condições democráticas para o fazer. O João criou este espaço como o seu reino e impôs as suas regras. Contra isso não tenho nada, mas é claro que este mini modelo fascista afasta um democrata convicto a mostrar-se. O problema dos pequenos reinos é recusar aceitar as verdades mais pungentes. Um dia quando os anónimos deixarem de escrever também eu deixarei de opinar. Em terceiro lugar o anonimato não se traduz numa falta de coragem, mas uma voz existente que reúne a si todos os meios para falar sem pudores, o que se revela interessante."

Caro Anónimo: como qualquer espaço moderado - e é da ordem que se chega à luz - o senhor tem muita razão: eu criei este espaço como o meu reino, com as minhas regras, que qualquer um que venha ao meu reino terá que cumprir... pelo seu modelo anárquico de vida, estou certo que não saiu de Portugal e recusar-se-á a ir a países onde lhe fazem perguntas tão pungentes como " qual o seu nome?" e "O que vem cá fazer?". Para si, deverá ser o antro secreto do fascismo internacional.
O tipo de palavras que usou e a teoria da conspiração que levanta são no mínimo levianas. Se usasse um pseudónimo, ainda aceitaria. Aliás, o senhor critica o meu reino mas usa as regras do mesmo reino para criticar: "Um dia quando os anónimos deixarem de escrever também eu deixarei de opinar"... Sem comentários, pois esqueceu-se que, também é um deles?
Continuarei a ter a espada na mão. Neste blog, com ou sem moderação, continuarei a apagar os comentários que ache insultuosos, que façam ataques pessoais e lancem calúnias sem o minimo de fundamento. Agora posso eliminar de vez os anónimos ou moderar todos os comentários antecipadamente... Vamos ver...

Os jornais de hoje trzem duas peças a ler. Uma no Público, para quem pode ver o jornal em papel sobre o projecto de documentar entrevistas orais aos "lobos do mar" de outrora que só posso aplaudir e oferecer, publicamente, a minha ajuda.

A outra, que é do Diário de Aveiro mas pode ser melhor interpretada na entrevista do Ministro da Ciência e Ensino Superior, faz ruir por terra as hipóteses de Aveiro ter uma licenciatura em Medicina num futuro a curto prazo. Leia aqui.

14 comentários:

  1. Permitam-me a correcção, mas o Ministro Mariano Gago não disse nada de novo. Disse exactamente o mesmo que havia dito há meses na TSF: não vai haver novos curso de medicina, ponto! (respondendo então às pretensões de Viseu).
    Honra seja feita ao Doutor Mariano Gago que não se fica pela meias palavras, pelo "talvez", "sim, mas"...
    O País não precisa de novas faculdades, pois pode aumentar as vagas nas já existentes.
    Quem disser o contrário, está a ser simpático mas não está a ser sério.

    ResponderEliminar
  2. Quem fala assim não é Gago...

    ResponderEliminar
  3. O João escreve no início de tão brilhante discurso argumentativo ?(o anónimo) que teve a distinta lata de escrever?. Nada como uma ofensa para começar. Para lhe responder posso apenas dizer: pensando que as opiniões são livres desde que fundamentadas (e fundamentei o valor do anonimato) e como o próprio abre o discurso aos anónimos (até escrevi que deixava de participar caso limitasse esta possibilidade respeitando o seu reino), não entendo onde está a minha lata. Mas em todo caso peço-lhe desculpa e não escreverei então mais aqui devido ao nível não estar à altura.

    Depois escreve ?como qualquer espaço moderado - e é da ordem que se chega à luz - o senhor tem muita razão: eu criei este espaço como o meu reino, com as minhas regras, que qualquer um que venha ao meu reino terá que cumprir... pelo seu modelo anárquico de vida, estou certo que não saiu de Portugal e recusar-se-á a ir a países onde lhe fazem perguntas tão pungentes como " qual o seu nome?" e "O que vem cá fazer?"? Mais uma vez não compreendo onde lhe dei a ideia no meu texto da anarquia. Apenas afirmei que ele é assim e acho muito e que só escrevo aqui enquanto os anónimos puderem escrever. As regras mais uma vez são as suas e não ousei nunca ataca-las. Comentei-as com sentido crítico, poderei provar todas as criticas por copy paste e não entendo onde isso revela um caótico sentido de vida. Peço-lhe que me explique, por favor.

    Sair de Portugal ou não, é claro que respondo por um nome. Claro está que a defesa das ideias, variam por vezes com as alturas e situações. Sou um hipócrita nesse aspecto. Mas também sou-o aprendendo e só mudo quando descubro que perdi a razão. E perco-a muitas vezes. Expliquei no meu texto mais uma vez as razões da defesa do anonimato para fundamentar a decisão. Como parece que não agradou resta-me sair e mais uma vez o meu pedido de desculpa e ?só vim aqui fazer? um comentário anónimo permitido pelas regras e leis do seu reino. Não volta acontecer.

    ?O tipo de palavras que usou e a teoria da conspiração que levanta são no mínimo levianas. Se usasse um pseudónimo, ainda aceitaria.?, escreveu e pergunto-me se o pseudónimo não é uma forma de anonimato? Se não o é, por favor explique-me a diferença porque perdi-me. Voltando ao principio só posso lamentar a minha leviandade. Estou a aprender e talvez um dia gostaria de conseguir chegar ao ponto da profundidade que admira.

    Escreve depois ?Aliás, o senhor critica o meu reino mas usa as regras do mesmo reino para criticar: "Um dia quando os anónimos deixarem de escrever também eu deixarei de opinar"... Sem comentários, pois esqueceu-se que, também é um deles??, não entendi onde queria chegar e só posso ficar com a ideia que leu apressadamente ou de má fé. Em todo caso peço-lhe desculpa e não houve aqui nenhuma tentativa a não ser a explicação que aceitava as suas regras e por isso escrevo como anónimo, quando deixar de existir eu não escrevo. Não entendi onde queria chegar com a frase.

    Por fim o ?Continuarei a ter a espada na mão. Neste blog, com ou sem moderação, continuarei a apagar os comentários que ache insultuosos, que façam ataques pessoais e lancem calúnias sem o minimo de fundamento. Agora posso eliminar de vez os anónimos ou moderar todos os comentários antecipadamente... Vamos ver...?, só posso escrever o senhor é que sabe. O blog é seu e quanto a isso não tenho nada a ver. O blog é seu, o rei manda, nú ou vestido não deixa de ser rei. Quando o fizer este anónimo não irá escrever.

    Concluindo só posso lhe pedir desculpa pela discussão que estava a ter com o Migas que a mim me pareceu interessante. Se a dois lados de um assunto a discussão manter o saudável carácter lógico das ideias, se serviu para aprender alguma coisa eu dou por muito bem passado este tempo. Por mim foi o que aconteceu e continuarei porventura a escrever no blog do Migas até este achar também que os meus comentários são de uma ?lata? de um ?anarca que nunca saiu do pais?

    Felicitando-o por tamanho espírito de reflexão e capacidade de aliteração ao que lê, este anónimo que nem usa um pseudónimo está amplamente envergonhado. Desculpe-me.

    ResponderEliminar
  4. Caro anónimo,

    Como entendo que é um bom escritor e argumento comentador, decerto percebeu que a "lata" que lhe ofereci é por ter dito que este blog não reunia as condições democráticas para o fazer (escrever o seu próprio nome, dar a cara) e que tinha um regime semi-fascista ao mesmo tempo que escrevia o que lhe apetecia...

    Quando disse que se ia embora quando os anónimos não pudessem escrever, não me estava então a dizer que prefere o anonimato?

    Quem parece estar em contradição é o senhor. Por acaso não se apercebeu que eu tive todo o gosto em que estivesse a conversar com o "Migas"? Por acaso não se apercebe que eu tenho um critério para os anónimos?

    Por acaso não se apercebeu que certas pessoas que escrevem nos comments enviam-me um email antes a dizer quem são, para que eu não apague certos comentários?

    Por acaso não sabe que se eu mantiver certos comentários online posso ser levado a tribunal? E como não posso identificar o anónimo, serei eu e só eu o responsável?

    Caro anónimo, tenho todo o gosto que passe por aqui. Só não posso aceitar que simpaticamente me chame "nomes" e mude as regras por causa do seu cargo.

    Cumprimentos
    Joao Oliveira

    ResponderEliminar
  5. Carissimo anónimo estou deliciado com a sua resposta ao JMO, ele acha-se dono da razão e da sabedoria, precisava de uma resposta de alguém com a sua maneira de ver e de saber estar.
    Mais uma vez esteve fantástico!
    Parabéns

    CG

    ResponderEliminar
  6. Caro CG,

    Não me acho dono da razão nem da sabedoria. Se lesse bem, percebia que em grande parte dos posts deixo as pessoas discutirem. Claro que corto abusos e deixo por vezes passar os irrelevantes...
    Contributos esclarecidos são úteis. Os outros...

    ResponderEliminar
  7. Concordo plenamente consigo JMO, mas tenho constatado que não tem cortado só os post abusivos, mas talvez aqueles que não interessam ou não dão jeito estar aqui, um pouco de isenção e imparcialidade ficavam-lhe bem.
    Mas como diz o blog é seu e faz nele o que bem entender, e contra isso .......

    CG

    ResponderEliminar
  8. Sr. JMO:
    Alertado por si, fui ao ecos da capitania e gostei. Já agora podia dizer porque é que o apontou num post e não o faz constar dos links?

    ResponderEliminar
  9. Meu caro,

    Por mera distração. É que eu posto todos os dias e só mudo o template de semana em semana... Mas hoje à noite espero que já esteja na lista de links.
    Obrigado pelo reparo.

    ResponderEliminar
  10. Pois bem... fui referenciado! Aqui estou...
    Por tudo o que foi dito tenho que dar razão ao JMO. Apenas porque quem cria o blog tem todo o direito de impor as suas regras. Quem quer quer, quem não quer tem mais onde escrever. Por isso é que cada vez há mais blog's onde só é possivel comentar via e-mail (e alguns já nem isso). A única razão para esse facto é o anonimato.
    Mas nem todo. Como aqui foi referido mantive um agardável diálogo com um anónimo (que aqui faz referência a esse facto)e que em nada me incomodou e plos vistos só em poarte ao JMO. A razão é simples. Não existiu nenhuma falta de respeito, nenhuma calúnia, apenas o comentar de factos com visões (eventualmente) diferentes. Assim vale a pena e é simples.
    O que está em causa nos anonimatos é a pura cobardia. Nos anonimatos e nos pseudo-nomes. Com a desculpa esfarrapada do medo de represálias ou de serem identificados por outras pessoas.
    O que esses 'comentadores' se esquecem é que para poderem ser livres nos seus argumentos, outros (os administradores dos blog's) correm o risco de perderem a sua liberdade.

    ResponderEliminar
  11. :)) mas este ppl nao percebeu??? quem cria um blog e'dono dele ... e nele faz o que quer !!! o anonimo democrata escreve mt mas se nao tem coragem de criticar abertamente o q acha q esta mal e por isso se esconde, entao deixe que lhe diga nao e'democrata!!! e'mais um anonimo fruto da censura e opressao!! se o JMO corta comentario e' com ele!! quem nao gosta nao deve ca passar... eu por exemplo nao gosto de certos cortes que o JMO faz ... mas e' o blog dele e nao me adianta chatear!!

    JMO desculpe o desabafo...

    ResponderEliminar
  12. PS ao anonimo democrata ... se escreve tanto e nao gosta de dar a cara pq isso lhe pode sair mal pq nao cria um blog para criticar aquilo q esta mal nas funcoes em que trabalha??? isso sim era uma boa atitude democrata!!!

    ResponderEliminar
  13. Caro rapaz louco que é normal não confunda e leia com atenção o que escrevi e se tiver alguma dúvida levante-a e tenho todo o gosto em responder. Agora não opine tão levianamente porque a resposta ao que escreveu eu já a dei. O interesse está em dar opiniões fundamentadas. No seu caso perdi o interesse por isso mesmo. Mais atenção.

    Em relação à ideia do blog até me agrada. Vou toma-la em conta. Obrigado

    ResponderEliminar
  14. Adorei o nick Anónimo Democrata. O seu post era vazio de conteudo mas cheio de ideias. Parabens. Vou me inscrever no blogger um dias destes.

    ResponderEliminar

O Notas de Aveiro não é responsável pelos comentários aqui escritos e assumidos pelos seus autores e a sua publicação não significa que concordemos com as opiniões emitidas. No entanto, como entendemos que somos de alguma forma responsáveis pelo que é escrito de forma anónima não temos pejo em apagar comentários...

Por isso se está a pensar injuriar ou difamar pessoas ou grupos e se refugia no anonimato... não se dê ao trabalho.

Não sabemos se vamos impedir a publicação de anónimos. É provável que o façamos. Por isso se desejar continuar a ver os seus comentários publicados, use um pseudónimo através do Blogger/Google e de-se a conhecer para notasaveiro@gmail.com.

João Oliveira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...